Carreira Digital 

como está o mercado de TI no Brasil?

olhardigital.uol.com.br/produtos/central_de_videos/carreira-digital-como-esta-o-mercado-de-ti-no-brasil 

Entenda quais são as perspectivas para o futuro da Tecnologia da Informação no país e quais oportunidades ele fornece. 

Você que acompanha o Olhar Digital já sabe que sobram vagas na área de TI. Mais do que isso, faltam profissionais habilitados para preencher essas vagas. E nos próximos anos esse problema vai se agravar bastante, afinal, com a exploração de petróleo no pré-sal, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, os postos de trabalho no Brasil devem crescer ainda mais – principalmente na área de tecnologia.

"O crescimento do setor de tecnologia proporcionalmente vai ser ainda maior do que ele é hoje em relação ao PIB do país como um todo", afirma Roberto Mayer, presidente da Assossiação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (ASSESPRO).

A expectativa é que só o Pré-Sal deva gerar cerca de 500 mil vagas de emprego até 2020. Segundo análises de mercado, a área de tecnologia, e em especial as engenharias, vai dominar pelo menos 70% das vagas criadas pela descoberta do Pré-Sal. E mais: explorar petróleo nessas áreas vai ser um grande desafio para o Brasil, já que quase toda a tecnologia é nova, experimental ou sequer foi desenvolvida ainda. "Você também tem uma demanda muito grande de como fazer a gestão de uso de tecnologia. Então essa área de gestão de tecnologia também vai demandar bastante gente", como explica Alberto Luiz Albertin, coordenador do Centro de Tecnologia da FGV.

Do petróleo para o esporte: a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos devem injetar nada menos do que R$ 130 bilhões na economia brasileira. Isso também significa a geração de mais vagas de emprego e, mais uma vez, a área de tecnologia vai ser contemplada com diversas oportunidades. Apesar disso, a carência de mão de obra pode se agravar no futuro, segundo Albertin. "Essa carência vai ser coberta boa parte conosco e outra parte com terceirização, o que já não é nem tendencia, é fato. O outsourcing, seja ele interno ou fora do Brasil, também vai ser acelerado nessa época".

A exploração do Pré-Sal ainda está começando e faltam alguns anos para Copa e Olimpíadas, ou seja, ainda dá tempo de você pegar o bonde, mesmo que trabalhe em outra área, como explica Roberto Mayer. "As empresas do setor, em função da falta de profissionais, não estão preocupadas com  a formação e em que momento ela ocorreu, mas com o conhecimento que a pessoa tem".

 

 

http://dicadeumamigo.webnode.com.br/